Testando, testando, um, dois, três.

Eu odeio a Globo. Mais especificamente, eu odeio o sistema “blogger.com.br” deles. Por quê? Ah, ele está bom para o usuário médio da Internet, que não liga muito para formatos e provavelmente usa o Internet Explorer que veio encaixotado junto com o computador dele. Mas acontece que eu prefiro usar o Mozilla, aquele browser de código aberto no qual as versões mais recentes do Netscape são baseadas. E, ao contrário do que a Globo diz na página de entrada, a interface deles só funciona direito com o IE. No Mozilla ou em qualquer outro, o campo de texto tem menos de uma linha de altura, e quando eu posto um artigo, ele não é mostrado na página principal. Para validar a postagem, eu tenho que entrar na interface com o Explorer.

Até aí o negócio é apenas incômodo. Eu não gosto de ter que procurar o link “enterrado” para o IE na minha máquina e usar um programa diferente do habitual apenas para fazer uma tarefa muito específica e esporádica. Naturalmente, como todo bom usuário, eu fui procurar o suporte técnico do glorioso provedor de serviços para achar uma solução satisfatória para o problema.

Então, horror dos horrores, eu descobri que o suporte técnico era inexistente. Não havia sequer um mísero link para mandar e-mail para os mantenedores do sistema na Globo. O link “Ajuda” levava a uma página com uns FAQs e respostinhas destinadas aos usuários abaixo da média e que nunca usaram o sistema antes. Completamente inútil para qualquer um com mais de dois neurônios e que esteja usando o Blogger.com.br a mais de uma ou duas semanas.

A coisa mais parecida com um espaço de feedback é um link para uma pequena seção dos fóruns da Globo, que é extremamente bagunçado e pobre, e onde os aflitos usuários em busca de ajuda contam apenas uns com os outros para obter respostas. Isso é ruim porque o tipo de pergunta que eles fazem é aquele que só pode ser respondido por quem tem íntimo conhecimento do código do sistema, ou seja, o pessoal da Globo. E eu tenho certeza de que eles não postam lá porque o lugar está cheio de spam.

Puxa vida, eu esperava mais da maior corporação de mídia da América Latina. Ficou óbvio que a “parceria” com a Blogger.com não era nada mais do que uma medida barata para atrair mais audiência para o (na época) emergente portal Globo.com, seguindo o procedimento operacional padrão da empresa: o mínimo de esforço, o mínimo de custo, e direcionado ao mínimo denominador comum. O sistema que eles usam agora está defasado desde a metade do ano passado.

Então eu resolvi chutar o pau da barraca e ir direto à fonte (a Blogger.com estrangeira) onde eles têm um sistema de ajuda e feedback decente, e onde a interface aceita o Mozilla. Se você, hipotético leitor, por algum motivo além de minha compreensão ainda quiser ler as mensagens antigas, vá para o abandonado antigo lar do meu aterro.

~ por mestrebira em 07/03/2003.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: